Vamos falar um pouco sobre Diabetes?

Uma verdadeira epidemia dessa doença se espalha pelo Brasil e outros países também. Você pode até estranhar um pouco a palavra epidemia, normalmente associada às doenças infectocontagiosas, mas a explosão de casos em todo o mundo preenche todos os critérios epidemiológicos que caracterizam uma epidemia.

A OMS estima que aproximadamente 5,1% da população mundial entre 20 e 79 anos sofra da doença e estima que o número atual de 194 milhões de casos duplicará até 2025. A situação é muito séria.

O Diabetes Mellitus é uma doença crônica e pode ser classificada em tipos 1 e 2.  O Diabetes tipo 1 está associado a uma incapacidade do pâncreas de produzir insulina e no caso do tipo 2, o organismo não consegue utilizar a insulina produzida. Em ambos os casos, a consequência é o aumento dos níveis de glicose no sangue.  Noventa por cento dos casos pertencem ao tipo 2 e apenas 10% ao tipo 1.  Por ser o tipo mais prevalecente e estar muito relacionado ao nosso estilo de vida, vamos falar sobre o Diabetes tipo 2.

Esta doença está muito associada ao excesso de peso e obesidade, sedentarismo, dietas ricas em gorduras e carboidratos.  Uma dieta adequada e um programa regular de exercícios são pilares fundamentais no tratamento desta doença que, quando não controlada, pode causar sérias complicações como problemas cardíacos, renais, alterações visuais, entre outras. Pensando nisso, a Congelados da Sônia fez um pacote chamado Semana Dm, com aproximadamente 1.000 Kcal por dia, em que não entram massas com farinha refinada, arroz branco, farinha de rosca e vegetais do Grupo C. Dessa forma, você pode manter uma dieta equilibrada e controlar o diabetes.

Algumas dicas importantes:

  • Distribua os alimentos em 5 a 6 refeições e tente se alimentar em intervalos regulares.
  • Diminua o consumo de gordura e escolha consumir “gorduras do bem” como as mono e poli-insaturadas. Observe o tipo de gordura que usa e controle a quantidade.
  • Evite alimentos muito salgados. O controle da pressão arterial também deve ser um cuidado constante.
  • Prefira sempre os alimentos ricos em fibras: frutas com casca ou bagaço têm muito mais fibras e são melhores do que na forma de suco, os quais têm pouca fibra e geram pouca saciedade.  Verduras, feijões, arroz integral, aveia em flocos e pães integrais devem fazer parte do seu cardápio regularmente.
  • Evite o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Observe as quantidades de tudo que você come e bebe. Anotar quantas refeições você fez e o que comeu pode ajudar muito.
  • Não existe uma proibição absoluta na dieta do diabético, mas é importante a seleção correta dos alimentos. O consumo de carboidratos não é proibido, mas deve ser moderado. Massas, pães, biscoitos, arroz até podem ser consumidos, mas em quantidade controlada e na versão integral que é mais rica em fibras.
  • Exercícios físicos regulares são fundamentais. Nada de sedentarismo! Além de ajudarem diretamente na redução da glicemia, ajudam no controle do peso e isso também é muito importante no tratamento da doença.

Fique atento! Você fez algum exame recente para saber como anda a sua glicemia? Lembre-se, o diabetes é uma doença silenciosa, quase sem sintomas, mas é muito perigosa.  Quanto antes for descoberta, maiores são as chances de controle com medidas simples.

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta