Tudo sobre a energia do Chi Kung

Senhor praticando o Chi KungJá reparou como um dia de estresse no trabalho reflete em nossa disposição? Até mesmo em nossa saúde. Mas nem sempre conseguimos fugir dessas situações. Ao invés disso, podemos nos defender. Além de manter uma alimentação saudável e praticar exercícios físicos regularmente, você pode reservar um espaço em sua rotina para a prática do Chi Kung.

Para entender como funciona, primeiro é preciso conhecer o conceito de energia vital. Há mais de 5.000 anos, os chineses concluíram que nosso universo é composto por essa energia, chamada de Chi. E como fazemos parte do universo, nosso corpo também é cheio de energia vital. Circulando de um lado para o outro, por todos os órgãos. E cada um tem uma vibração diferente.

Com a prática do Chi Kung, é possível desenvolver consciência de cada órgão, massageando-os e estimulando a circulação da energia vital entre eles. Movimentação suave, postura, concentração e respiração controlada são os segredos para se alcançar esse resultado. Chi Kung então se resume na arte de controlar a energia vital.

Benefícios do Chi Kung

A oxigenação e circulação sanguínea também podem ser estimuladas com a prática dos exercícios de Chi Kung. A consequência disso é um aumento na produção de linfócitos, fortalecendo nosso sistema imunológico.

Outras melhoras reconhecidas por praticantes acontecem nas articulações, no metabolismo, na digestão e no sistema respiratório. Se você é daquelas que sofre de TPM, olha só que boa notícia: a prática também ajuda a controlar os sintomas, como enxaqueca e ansiedade.

Grande parte das doenças surge devido ao desequilíbrio do nosso corpo. Por isso, o Chi Kung é um grande aliado na prevenção e, em alguns casos, auxilia no tratamento de doenças.

*Texto originalmente publicado na primeira edição da revista Spa em Casa

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta