TELEVENDAS: RJ (21) 3461-9779 / 3878-8838 | SP (11) 4007-2196 (21) 9 9996-6578
Alimentação

Trocas saudáveis para o açúcar

De acordo com a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (ABIA), cada brasileiro consome em média, 30 quilos de açúcar, por ano. O açúcar em excesso faz mal e para mostrar onde o açúcar está escondido e claro te mostrar opções que você pode utilizar para substituí- lo, continue a leitura deste post.

Qual o problema com o açúcar refinado?

Diversos estudos mundo afora evidenciam o quão nocivo e viciante o uso de açúcar refinado pode ser. De acordo com a reportagem do G1: “O excesso de açúcar, além de fazer engordar, também estimula a liberação de insulina. Quanto mais açúcar, mais insulina na corrente sanguínea, que causa retenção de líquido, dá mais fome e acumula gordura na região abdominal.

Em uma dieta sem restrições de açúcar, a recomendação diária para o consumo é de 10% das calorias ingeridas no dia. Entretanto, de acordo com os dados de 2015 do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec), o povo brasileiro chega a ingerir 16,3%.

Para alertar a população, o Idec lançou em 2016 o material informativo “Açúcar que você não vê”. De acordo com o descrito: “A proposta é mostrar os perigos do consumo excessivo do açúcar, apresentar todas as formas de açúcar presentes nos produtos e dar dicas de como reduzir esse consumo.” Separamos uma lista com algumas opções de trocas para te ajudar:

5 opções de trocas saudáveis para o açúcar refinado

Mel: É um dos produtos alimentares mais antigos do mundo. Ele contém frutose, glicose, água, minerais, vitaminas, antioxidantes, pólen, enzimas e um pouco de proteína, além de realizar ação anti inflamatória;

Frutas: É verdade que frutas contém açúcar. Mas elas também vêm com fibras, vitaminas, minerais e antioxidantes, que são essenciais para sua saúde;

Xilitol: O xilitol se parece visualmente com o açúcar e tem gosto de açúcar, mas tem menos calorias do que ele e não eleva os níveis de glicose no sangue. Vários estudos sugerem que ele pode melhorar a saúde bucal e trazer vários outros benefícios importantes;

Adoçantes artificiais: Tais como aspartame, sacarina, acessulfame e sucralose são aditivos alimentares produzidos sinteticamente que tem um gosto doce e zero calorias, mas que não são saudáveis em grandes quantidades;

Xarope de Bordo: Não é tão processado quanto os adoçantes e tem quantidades mais baixas de frutose. Além disso, tem muitos nutrientes, incluindo o manganês, a riboflavina, e o zinco.

Então é só cortar os doces que eu me livro do açúcar?

Infelizmente, não. A maioria dos produtos industrializados contém quantidades de açúcar disfarçados com outros nomes.

A nutricionista Tatiane Barros criou um post esclarecendo os nomes mais comuns encontrados para os derivados da cana de açúcar em forma refinada. Confira alguns deles:

Sacarose: O tipo mais comum de açúcar, a sacarose é formada por uma molécula de glicose (que é processada no pâncreas) e uma de frutose (metabolizada no fígado);

Frutose: O segundo tipo de açúcar mais encontrado, também conhecida como espessante nº 1, pode ser prejudicial à sua saúde porque diferentemente das frutas não contém fibras, e é transformada em gordura ainda mais rápido do que a glicose normal. É encontrada em quantidades elevadas em xarope de milho (HFCS), Além disso, ela provoca uma sensação de saciedade mais baixa, quando comparada à glicose normal;

Maltodextrina: “Esse é um tipo de açúcar com altíssimo índice glicêmico. Isso quer dizer que é metabolizado de forma rápida, o que causa picos de insulina no organismo e, então, problemas como ganho de peso e diabetes;

Lactose: Açúcar presente no leite e benéfico ao organismo, se consumido com moderação. No entanto, deve ser evitado por quem tem intolerância à lactose;

Dextrose: É o mesmo que glicose, ou seja, a forma mais simples do açúcar. Também causa picos de insulina no sangue, que pode levar a problemas metabólicos;

Xarope de milho: É um líquido doce e pegajoso, feito a partir do amido de milho e composto por glicose, pode estar presente em molhos, condimentos e biscoitos;

Xarope de malte: É um tipo de açúcar muito utilizado, especialmente nos Estados Unidos, para produzir cervejas caseiras.

Açúcar invertido: Também conhecido como sacarose, é composta de glicose e frutose. Quando esse açúcar é misturado com água, ocorre a hidrólise, que separa os dois componentes e resulta no açúcar invertido. Ele é usado em bolos e biscoitos.

A nutricionista acrescenta ainda que: “Consultar os rótulos dos alimentos antes de comprá-los é um hábito que poucas pessoas têm, mas que é essencial para a saúde. Só assim é possível saber se o produto é feito com bons ingredientes ou vem recheado de aditivos químicos “.

Gostou do texto? Você tem mais alguma dica referente ao assunto? Acompanhe nossas novidades no Facebook e no Instagram, e não deixe de acessar o nosso site e conferir nossos kits e refeições

compartilhe essa postagem em suas redes sociais!

Postagens relacionadas

Esclarecimento sobre o uso de glutamato monossódico em nossas refeições

 Receber o feedback de quem compra um produto, ou utiliza um serviço, é muito importante para o crescimento e consolidaç&ati

Leia mais

Prato equilibrado: o que é, quais nutrientes não podem faltar e como montar o seu

Aceitei o desafio de escrever esta matéria especial para o blog da Congelados da Sônia, falando sobre como montar um prato equilibrado.

Leia mais

Conheça o queijo de cabra!

Alimento antigo, usado e consumido desde a época dos Faraós, o leite de cabra tem características nutricionais muito peculiares.

Leia mais

faça parte da nossa comunidade

NÃO PERCA NENHUMA NOVIDADE

ENCONTRE-NOS POR AQUI TAMBÉM!

Rua São Luis Gonzaga, 2063, Benfica

Rio de Janeiro - CEP 20910-063


TELEVENDAS

RJ (21) 3461-9779 / 3878-8838

SP (11) 4007-2196

(21) 9 9996 6578

2ª A 6ª - 9:00 ÀS 17:00