Transformando o Lixo Orgânico

Criamos em nosso Jardim de Inverno uma produção de adubo orgânico, um produto natural que não degrada o meio ambiente.
Temos uma especialista no assunto cuidando para que esta transformação aconteça, nossa Diretora Adriana Carpegiani.

Nossos colaboradores receberam um saquinho desta produção de Húmus para regenerar o solo e plantas em suas residências.

O que você precisa saber sobre o húmus de minhoca:

O húmus de minhoca é um produto resultante da decomposição de matéria orgânica digerida pelas minhocas. É um adubo orgânico natural, com pH neutro, sendo leve inodoro, solto, fresco e macio, com aparência lembrando vagamente pó de café. Pode ser aplicado imediatamente no solo e, entre suas qualidades, merecem destaque as seguintes:

– Possui bons teores de macronutrientes e micronutrientes (nitrogênio, fósforo, potássio, cálcio, enxofre e magnésio, zinco, ferro, cobre molibdênio e cloro);

– Apresenta rica e diversificada flora microbiana e uma enorme gama de fitorreguladores, concorrendo para a melhor fertilidade natural do solo;

– Recupera a fertilidade do solo cansado e não é tóxico para as plantas, os animais e o homem.

– Proporciona um equilíbrio nutricional às plantas, pois as substâncias que contém são liberadas lentamente. Com isso, melhora a qualidade dos produtos agrícolas, tornando-os mais sadios e duradouros;

– Antecipa e prolonga os períodos de florada e frutificação.

1 Kg de Húmus corresponde a 5 kg de esterco bovino.

O húmus de minhoca tem o poder de recuperar o solo promovendo a fertilização da terra, aumentando a produção e embelezando as plantas com crescimento rápido e vigoroso.

A composteira Doméstica possui as seguintes dimensões, 50cm (com) x 35cm (lar) x 65cm (alt). Portanto ocupa pouco espaço, é indicada para resíduo de 2 pessoas, tem capacidade aproximada de 1 litro/dia de resíduos orgânicos.

Essa é uma maneira fácil de reciclar os resíduos orgânicos em casa e produzir adubo de ótima qualidade e diminuir o lixo doméstico, aumentando a vida útil dos aterros. Além de produzir chorume orgânico, rico em nutrientes, um líquido ótimo para regar as plantas, servindo de pesticida e adubo.

 

 

O que vai para a composteira?

– Verduras e frutas, cascas e talo
– Serragem e folhas secas
– Alimentos cozidos ou assados, exceto carne

O que não pode na composteira?

– Frutas cítricas e suas cascas
– Alho e cebola
– Fezes e animais
– Carnes, gorduras, frituras e laticínios

Na prática:

1- Empilhe as 3 caixas plásticas. Fure o fundo das duas caixas de cima e a tampa da 1ª. Na última caixa faça um furo maior e instale a torneira.

2- Forre com jornal levemente picado o fundo das duas caixas de cima e coloque o húmus.

3- No 1º recipiente coloque as minhocas e deposite diarimente o material orgânico de forma espalhada, formando uma camada e cubra com jornal, folhas secas ou serragem.

4- Quando a caixa do estiver cheia, troque ela de posição. Pegue a 2ª caixa e coloque em cima e a que estava em cima, fica no 2º andar agora. Ela ficará por cerca de 2 meses fechadinha com as minhocas trabalhando. Neste período, o Chorume Orgânico será produzido e irá para a 3ª caixa.

5- À medida que os alimentos são absorvidos, a maioria das minhocas vai para a caixa de cima a procura de mais comida. No final, temos na caixa do meio o adubo pronto!

 

Deixe uma resposta