logoblog

Principais benefícios nutricionais de incluir a semente da linhaça em uma rotina de alimentação saudável

Durante uma consulta nutricional, eu como Nutricionista, sempre avalio se a alimentação do meu paciente está adequada na quantidade de fibras que devem ser ingeridas ao longo de um dia completo. Porém, com a correria da vida moderna, falta de tempo e de dedicação com a nossa alimentação, muitas vezes as pessoas não conseguem chegar a essa dosagem necessária de fibras, e precisamos conseguir um meio de incluir na rotina alimentar.

Para atingir essa dosagem, muitas vezes incluímos uma fibra, como a linhaça, pelo menos 1 vez ao dia. A semente da linhaça pode ser adicionada em cima do iogurte, misturada a uma fruta, em cima da comida, salpicada por cima da salada, e até mesmo no preparo de uma receita como um bolinho ou um suflê.

E de onde vem a linhaça? Ela é uma semente do linho, da família Linaceae, sendo um ótimo alimento funcional. Mas por que a linhaça sempre está presente na maioria das dietas prescritas por Nutricionistas?

A semente da Linhaça tem vários benefícios:

  • Rica em fibras;
  • Ajuda na função intestinal;
  • Boa quantidade de ômega 3 e ômega ;
  • Rica em vitamina e Magnésio;
  • Rica em luteína e zeaxantina, importantes carotenoides, com função antioxidante para a saúde dos nossos olhos;
  • Junto da alimentação, ajuda a diminuir a velocidade da absorção da glicose dos alimentos ingeridos;
  • Boa para a manutenção dos ossos por conter cálcio, fosforo e magnésio;
  • Ajuda na manutenção da saúde do cérebro por ter ação anti-inflamatória e antioxidante;
  • Rica no aminoácido triptofano, que ajuda na produção de serotonina, e assim melhora humor, ajudando no combate a ansiedade.

Existem 2 tipos de linhaça, a dourada e a marrom. Os dois tipos são boas opções para serem usados no nosso dia a dia. Mas a opção marrom possui uma quantidade um pouco maior de vitamina E. Porém, podemos usar qualquer uma das duas opções.

O ideal é consumir a linhaça em forma de farinha, pois quando ingerimos a semente in natura, a semente inteira, normalmente não mastigamos cada sementinha, e elas saem intactas nas nossas fezes, assim não conseguimos absorver todas as propriedades da semente.

Por isso podemos comprar a semente, mas em casa batemos no liquidificador ou processador, até virar uma farinha, e assim consumir dessa forma nos alimentos ou para usar em receitas. Não faça essa farinha para muitos dias seguidos, tente fazer sempre pouca quantidade e armazenar na geladeira, de preferência em pote escuro ou prateado, para manter todas as propriedades funcionais.

Cuidado, comer excessivamente uma grande quantidade de linhaça por dia, também não é uma boa opção. Por ser rica em fibra, o excesso pode ocasionar gases e mal-estar. Então a recomendação básica e de 1 colher (sopa) por dia. Nem sempre usar demais será o melhor caminho para a nossa saúde. Para não errar, você pode usar cada dia de uma forma diferente, assim terá variedade e não irá cansar do paladar na rotina do dia a dia.

Nutricionista Liliam Teixeira Francisco – CRN 2001100044-3
Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM)
Membro da ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade)
Especialista em Nutrição Materno-Infantil
Site: www.liliamfrancisconutri.com.br
Instagram: @draliliamfrancisco

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta