Pode comer feijoada na dieta? Veja as opções mais saudáveis

Combinando arroz e feijão, clássicos das receitas brasileiras, a feijoada é uma paixão nacional que está presente na maioria das reuniões de família ou até mesmo no almoço caprichado. Mas e quem está buscando emagrecer ou fazer uma reeducação alimentar, será que pode comer feijoada na dieta?

A questão é relevante, pois ainda que tenha variações de preparo de acordo com a localidade, a feijoada não costuma ser uma refeição light. O prato leva ingredientes calóricos com muitas proteínas, gorduras e sódio.

Nesse cenário, parece impossível acrescentar a feijoada na dieta. Porém, temos uma boa notícia: feijoada light não é apenas um termo gourmetizado, mas uma opção real para curtir a refeição sem peso na consciência.

Afinal, a reeducação alimentar deve ter o equilíbrio como base, não apenas restrições. A ideia é que você consiga fazer adaptações nas receitas, reduzindo aquilo que, de fato, pode fazer mal.

A seguir, mostraremos formas de comer feijoada na dieta em porções balanceadas e nutritivas. Caso você não coma proteína animal, fique tranquilo! Também tem feijoada vegetariana nas nossas dicas. Confira!

Feijoada na dieta, como preparar?

Todas as carnes típicas da receita tradicional de feijoada e os acompanhamentos do prato podem ser pesados (de difícil digestão) até mesmo para quem não está fazendo dieta. Não são raras as vezes que, após a ingestão, a pessoa sinta azia ou uma sensação de “peso”.

Acontece que os grãos possuem substâncias chamadas de fitatos, que são fatores antinutricionais, estas substâncias reduzem a digestibilidade de certos alimentos e causam muita flatulência. Aqui, selecionamos os grãos de um dia para o outro e mantemos os mesmos em demolho. No dia seguinte a água é descartada e o feijão é cozido em outra água, assim os grãos ficam com melhor digestão e reduz os gases intestinais.

E não é só isso: O modo de preparo da equipe da Congelados da Sônia garante também que as carnes sejam desengorduradas de forma a diminuir a quantidade de gordura, tornando mais leve e com menos caloria. É justamente o ponto em que a feijoada muda.

Melhores opções de feijoada light e feijoada vegetariana

A feijoada light tem um feijão preto cremoso num tempero caseiro de dar água na boca! Carne seca e carne fresca sem excesso de gordura também fazem parte da refeição. Como guarnições, arroz soltinho e couve mineira fininha refogada.

O prato é uma refeição completa e pode fazer bem ao organismo, desde que seja incluído dentro uma dieta equilibrada. levando em consideração que as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS), relata a ingestão diária do colesterol sendo inferior a 300mg/dia para a população em geral, e menor que 200mg/dia para pessoas com histórico de doenças cardiovasculares.

Tenha qualidade de vida com alimentos saudáveis e nutritivos. Confira todos os ingredientes que compõem a feijoada light e experimente essa refeição saborosa!

O símbolo de adição dessa opção de cardápio quer dizer que é uma versão maior e diferente da anterior. Essa é aquela solução prática imperdível para o fim de semana ou para quem quer comer uma comida gostosa, mas não tem tempo de cozinhar.

A receita mantém todos os nutrientes, vitaminas e minerais dos ingredientes e ainda tem aquele sabor de comida caseira que surpreende a todos.

Na composição, a feijoada light + feijão com carnes nobres desengorduradas como pernil, carne seca, paio e linguiça calabresa. Acompanha arroz, couve e farofa.

Quer deixar o que já é bom ainda melhor? Você também pode adquirir o Torresmo Fácil para acompanhar a Feijoada L+. Além de delicioso, é um complemento tradicional da feijoada. Faça seu pedido!

Chegou a vez dos adeptos a dieta sem proteína animal. A feijoada vegetariana inclui feijão branco, abóbora japonesa, palmito, mandioquinha, vagem, chuchu, abobrinha e brócolis. Também acompanha arroz com cúrcuma (açafrão) e couve mineira.

Essa também é uma opção excelente para comer feijoada na dieta por ter vários vegetais na composição. Outro benefício do prato é o feijão branco. É uma boa fonte de proteínas, é rico em vitaminas do complexo B e fibras, que aumenta a sensação de saciedade.

O toque final desse prato delicioso é o arroz integral de açafrão, que é funcional e termogênico.

Viu como é possível comer feijoada na dieta? É uma questão de escolher bem os alimentos, não exagerar nas porções e frequência de consumo.

Deixe uma resposta