logoblog

Os benefícios nutricionais da canja

A canja de galinha, um prato popular muito conhecido por nossas avós, é preparada com arroz, cenoura, cebola, fontes diferentes de carboidratos, além de vitaminas, aminoácidos e com frango, fonte importante de proteínas, ferro, aminoácidos, gordura de boa qualidade.

A canja está associada a uma alimentação para quem está doente, por ser uma preparação leve, de fácil digestão, servida quentinha, com alimentos saudáveis, ricos em nutrientes como proteína, vitamina, carboidratos e minerais, que contribuem com a imunidade e recuperação de energia. É uma refeição fácil de fazer, que pode ser preparada com temperos naturais, servida em noites frias e no jantar de pacientes hospitalizados.

Já é comprovado por pesquisas que a canja é eficaz no combate a resfriados, gripe, e reforça a imunidade do indivíduo, auxilia na expectoração, um sintoma presente na gripe, e, porque a carne do frango quando cozida libera um aminoácido, a cisteína, com essa ação.

A canja é rica em nutrientes como proteína, vitamina A, da cenoura, compostos bioativos presentes nos temperos, como a cebola, ajuda no combate a inflamação na garganta. Acima, citei que a canja é um prato leve e de fácil digestão, além de nutritivo, desta forma, pode fazer parte da dieta de pacientes hospitalizados, acamados, com necessidade de consumir refeições com essas características.

A canja, por possuir ingredientes considerados pobres em fibras insolúveis, pode ser usada no tratamento de diarreia crônica, além de melhorar a imunidade do organismo e do trato intestinal. A combinação de carboidratos, como o amido do arroz e a sacarose, e a glicose da cenoura, é uma importante fonte de energia para um organismo que precisa se recuperar.

Além disso, a cenoura, fonte de água, de beta-caroteno, um antioxidante potente para imunidade e combate a inflamação, é também fonte de fibras solúveis que combatem o colesterol, fonte de fibras que alimentam as bactérias benéficas do intestino, funcionando como probióticos, contribuindo para a saúde intestinal e a imunidade. Já o arroz branco, possui além do carboidrato, proteína, vitaminas, minerais, fibras.

Existem algumas dicas para que sua canja fique mais saudável ainda: usar o peito de frango, sobrecoxa sem pele, temperos naturais, mas não picantes, pouco óleo no cozimento. Temperos podem ser salsa e cebolinha, louro, alho, hortelã, que atribui à canja um sabor refrescante, e que completam a oferta de antioxidantes e fibras desta preparação tão saborosa.

A apresentação da canja, com a cenoura cortada bem pequena, o frango em pedaços ou desfiado, é bem característico, e em alguns restaurantes, a canja é servida como entrada e não é o prato principal. Pode ser usada até como refeição pré-operatória, pós-operatória, porque como dito anteriormente, é uma preparação leve e de fácil digestão. Tem um dito popular que ao se referir a alguma situação fácil, tranquila, se diz: “é canja de galinha”, o que significa, simbolicamente, uma preparação fácil de fazer e de digerir.


Nutricionista: Ethel Santos
Mestre em Alimentação, Nutrição e Saúde pela INU/UERJ
Residência e Especialista em Saúde Coletiva pelo IESC/UFRJ
Graduada em Nutrição INU/UERJ
Experiência profissional: Nutricionista Nasf
Docente UNESA- Graduação e pós-graduação desde 2018; coordenadora do curso de nutrição
Pesquisadora em Nutrição Materna e Infantil
Professora convidada da pós-graduação em nutrição clínica: ortomolecular Instituto Luciana Harfenist
Professora convidada da pós-graduação em nutrição clínica: na FAIPE/MT
Professora convidada na Pós-graduação em Nutrologia da Redentor
Nutricionista Clínica, materno infantil e esportiva em consultório
Sócia-diretora da NUTRIQUALI Consultoria e cursos LTDA

Deixe uma resposta