Os adoçantes e as polêmicas que envolvem o produto

Como já vimos nessa semana, os adoçantes podem ser grandes aliados para as dietas de emagrecimento e são seguros para o consumo. Porém, para alguns pesquisadores, o espartame pode estar associado aos problemas neurológicos, alérgicos e enxaquecas. Segundo estudos, a presença de fenilalanina pode ocasionar danos para determinadas pessoas e, até por isso, os alimentos que levam espartame precisam informar em seu rótulo a presença da substância.

É importante ressaltar que os malefícios causados pelo espartame nunca foram realmente provados e o adoçante não sofreu restrições por parte dos órgãos responsáveis pela segurança alimentar. A polêmica sobre alguns adoçantes também atinge os ciclamato e sacarina sódicos, com esses tipos são os hipertensos que devem ter atenção, pois podem provocar aumento na pressão sanguínea por conta do total de sódio oriundo deles. Hoje, seu consumo é permitido em mais de 50 países.

A mais nova polêmica no mundo dos edulcorantes atinge a sucralose. O adoçante, que tem feito grande sucesso, tem sido associado por uma pesquisa italiana ao desenvolvimento de câncer em cobaias que consumiram sucralose por um determinado período.  Mas tal estudo foi refutado pelos órgãos internacionais que regulamentam seu consumo e garantem que é seguro ao consumo humano. Vale ressaltar que a sucralose não tem calorias e não possui sabor residual, por isso o seu grande sucesso.

Como vimos existem algumas polêmicas, mas no geral os adoçantes são seguros para nossa saúde e, se usados de maneira responsável, podem ser muito benéficos ao nosso corpo. Sempre leia os rótulos dos produtos, não ultrapasse a quantidade recomendada e os consuma apenas quando houver a necessidade, tendo esses cuidados você não terá problemas.

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta