logoblog

Obesidade infantil: estudos apontam aumento no número de crianças acima do peso

obesidade infantil
A globalização, a “falta” de tempo e mudanças que migram para um estilo de vida com padrão alimentar inadequado e inatividade física, deixam claro que o Brasil passa por um período de transição epidemiológica, onde se predomina as doenças crônico-degenerativas. Essa transição faz com que os índices de desnutrição diminuam e a obesidade infantil atinja proporções epidêmicas.

O relatório do International Obesity task Force (IOTF)  registra um aumento gradual de crianças na faixa de 5 a 17 anos, com aumento de peso. No Brasil, essa realidade também acontece. Segundo pesquisa realizada pelo IBGE, os dados apontam excesso de peso que varia entre 10,8 e 33,8, dependendo  da região.

Fatores que influenciam nesse ganho de peso estão relacionados a desmame precoce, introdução de alimentos complementares não apropriados, emprego de farinhas e fórmulas lácteas inapropriadas e distúrbios alimentares.

Na faixa etária de crianças de 7 a 9 anos, esse aumento de peso está relacionados a maiores complicações cardiovasculares, metabólicas, psicológicas e ortopédicas e um grande fator de risco para obesidade na vida adulta. Uma criança acima do peso, provavelmente será um adulto que “brigará” com a balança pelo resto de sua vida.

O tratamento nutricional deve ser tratado de forma individualizada, instituído de maneira gradativa, para que a criança ou adolescente, junto com a sua família possam mudar os hábitos. Como orientações gerais, devemos diminuir os alimentos industrializados e procurar usar alimento in natura. Trocas inteligentes são: sucos prontos por sucos in natura, biscoitos industrializados por frutas ou sanduíches saudáveis, redução ao máximo de alimentos embutidos como salsichas e frios em geral, alimentos enlatados  e produtos de panificação em geral.

Vamos tentar? A melhor herança que você pode deixar para o seu filho é o carinho…alimentação e saúde fazem parte desse processo. Afinal, criança não vai ao supermercado sozinha, né?

_______________________________________________________________________________________________

Doutora Ana Cristina Teixeira, nutricionista

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dra. Ana Cristina Teixeira é nutricionista esportiva e clínica, mestre pela UERJ e professora da UCB e da Pós Graduação da UBM.

Consultório: Avenida Olegário Maciel, 260, Atp 212 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro (RJ).

Telefone: (21) 2491-6423 –

Email: [email protected]

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta