Equilíbrio: o que isso significa?

Equilíbrio significa fazer um balanço do que você precisa e do que gosta de comer. Sua alimentação deve ser normalmente assim:

SEMPRE: preferir os alimentos com alto valor nutritivo: arroz integral, feijão, ervilha, aveia, macarrão com molho de tomate, cereais integrais, leite desnatado, todas as frutas, verduras, peixes, frangos e carnes magras grelhadas ou assadas, sopa de legumes.

DE VEZ EM QUANDO: são os que têm excesso de gordura, açúcar ou sal. Por exemplo, macarrão com queijos, pizza, granola, panquecas recheadas, tortas de legumes, abacate, pastelões, frutas secas, oleaginosas (nozes, amendoim), leite integral, queijos processados (lanche, provolone, etc).

RARAMENTE: são os super calóricos, alimentos que servem apenas para satisfazer um desejo, uma gula. Quando você comer os alimentos que adora, tem que ser sem culpa ou ansiedade. Senão, não vale a pena. Entram nesta lista os refrigerantes não diet, tortas de queijos, batatas fritas, cheeseburger, bacon, presuntos gordos, embutidos em geral, waffle c/calda de chocolate, biscoitos recheados, croissant, bolos e tortas c/ cremes, lasanhas, feijoadas, doces em geral, chocolates, amanteigados, massa folhada, pastéis.

Comer a quantidade e a qualidade necessárias significa sair da mesa sem fome, satisfeita, sabendo que a refeição teve os alimentos dos grupos mencionados acima (reguladores, energéticos e construtores). Procure não comer de maneira que fique sempre “lotada”, pois este hábito faz com que o organismo aumente o limiar da saciedade, e você sempre vai comer um pouquinho mais para ter esta sensação de plenitude (e vai aumentar seu peso também, é claro!).

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta