Entenda a diferença entre alergia e intolerância ao glúten ou leite

Imagens de laticínios como leite, queijo e cremes de queijo

Fugir do glúten e da lactose tornou-se algo muito comum nos dias de hoje. Na maioria das vezes, ouvimos falar em alergia e intolerância ao glúten ou ao leite. Mas você sabe qual é a diferença entre essas duas condições clínicas?

O que é intolerância ao glúten?

A intolerância alimentar acontece no sistema digestivo e pode ter três causas: deficiência enzimática, que gera uma incapacidade de metabolizar determinado alimento, sensibilidade a aditivos alimentares, ou reações adversas que acontecem entre a química dos alimentos.

Tal intolerância é um processo mais lento que pode não ser percebido imediatamente. Em geral ocorre com a ingestão frequente de uma grande quantidade do alimento. Por isso, alguns médicos costumam chamar a intolerância de alergia alimentar tardia. O que ajuda ainda mais na confusão!

Os sintomas mais comuns da intolerância ao glúten ou a qualquer alimento são: diarreia, prisão de ventre, inchaço, gases, dores abdominais e às vezes até vômito. Apesar de serem sintomas chatos de se conviver, não têm nenhuma consequência mais séria. Diferente da alergia.

E a alergia alimentar?

As alergias acontecem no sistema imune e são uma hipersensibilidade a determinado alimento. Nosso corpo o trata como se fosse um inimigo em potencial e, muitas vezes, a reação acontece até mesmo sem a ingestão, apenas com o contato. É uma resposta muito mais rápida. O corpo imediatamente produz os anticorpos que desencadeiam toda a crise alérgica, manifestada principalmente na pele e nas vias respiratórias.

Entre as crianças, a alergia mais comum está relacionada a alimentos de consumo regular, como leite, trigo e ovo, que normalmente desaparece com o tempo. Já em adultos, as reações alérgicas costumam se concentrar em alimentos de consumo mais esporádico, como frutos do mar, camarão, amendoim etc. A alergia dificilmente se manifesta na primeira vez que se ingere um alimento. Justamente porque o corpo precisa de um tempo para produzir o anticorpo que vai combater a substância.

Confira no site da Congelados da Sônia as opções de programas e refeições sem glúten e sem lactose

Quem tem alergia deve tomar muito cuidado com a contaminação cruzada, que ocorre quando um alimento é processado no mesmo local ou equipamento que outro. Por exemplo, alguém que tem alergia a camarão pode ter uma crise se comer um bolinho de carne que foi frito no mesmo óleo usado anteriormente para preparar um bolinho de camarão.

Viu como intolerância e alergia são diferentes? Então, fique sempre atento às reações do seu corpo. E caso desconfie de um sintoma de alergia ou intolerância, converse com seu nutricionista e procure um alergista.

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta