Corrida: atividade física que vem reunindo cada vez mais adeptos no Brasil

Nos últimos anos, assistimos um verdadeiro boom no Brasil das corridas de rua, sejam elas de 5, 6 ou 10 quilômetros, meia-maratonas e maratonas. Há muitas empresas formadas por professores de educação física especializados na preparação para essas provas, e, em muitos casos, os “atletas” são funcionários de outras empresas que investem na saúde e bem-estar dos seus colaboradores.

A preparação para a corrida deve começar com uma visita ao médico, que solicitará a realização de exames que mostram se a pessoa está apta ou não para praticá-la. Além disso, pode ser muito importante, dependendo da idade e do histórico da pessoa, uma visita também ao ortopedista, para reduzir os riscos de lesões nos ossos, músculos e articulações. Os preparativos devem ser concluídos com um especialista em educação física, que faz as avaliações finais e monta um programa adequado ao perfil e aos objetivos de cada um.

Com exames feitos e um programa montado, começam os treinos, que podem ser realizados ao ar livre ou em esteiras. Já nas primeiras semanas, os benefícios são percebidos: alto gasto calórico, aumento do condicionamento físico, mais disposição e bem-estar – a atividade libera neurotransmissores que proporcionam essa sensação, principalmente depois de uma hora de corrida.

Outro ganho relevante com a prática é o aumento da auto-estima, seja pela percepção das mudanças no corpo e no condicionamento físico ou pelo alcance de objetivos traçados. Corredores afirmam que uma das sensações mais gratificantes que eles têm é cruzar a linha de chegada de uma prova para a qual eles levaram meses se preparando.

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta