TELEVENDAS: RJ (21) 3461-9779 / 3878-8838 | SP (11) 4007-2196 (21) 9 9996-6578
Alimentação

Como eu posso aumentar o meu metabolismo?

É comum ouvir falar na mídia sobre o metabolismo, as consequências geradas por uma redução na velocidade dele, bem como os problemas relativos a esse aspecto corporal, dentre, é claro, outros pontos. Mas você sabe qual é realmente o papel dele dentro do organismo? Ou como aumentá-lo de forma eficaz?

O que é metabolismo?

De acordo com a reportagem da nutricionista Patricia Leite, para a revista Mundo boa forma, a etimologia da palavra deriva do grego, “metabole, que significa mudança”. Logo, a palavra pode ser utilizada para descrever:

[...] os processos químicos que ocorrem continuamente dentro do nosso corpo para que possamos nos manter vivos. Todos esses processos bioquímicos nos permitem respirar, andar, reconstruir as células e realizar todas as demais funções que garantem a vida. O metabolismo é um processo constante, que começa no momento da concepção e só termina com a morte.”

Ou seja trata-se do sistema energético do nosso corpo, que faz com que a energia seja distribuída por todo o organismo. Há duas grandes funções relacionadas a ele: o anabolismo e o catabolismo.

No que tange ao anabolismo, ele é atribuído a utilização das energias para formar novas células, enquanto o catabolismo pega essas células nas quais há mais energia e as transforma em fontes para que o corpo possa utilizar.

O metabolismo e os músculos

O processo de catabolismo promove no corpo uma ação nos músculos, que catalisam essa energia para fornecer mais força, quando utilizamos o anabolismo o corpo se regenera para construir novas células musculares. Mas para que ambos os processos aconteçam de forma eficaz, faz-se necessário alimentar-se bem, exercitar-se de forma regular e, é claro dormir melhor ainda.

Como posso aumentar meu metabolismo?

O segredo para aumentar o metabolismo é bem simples: movimento. Segundo a Dra.  Patricia Leite: “Quanto mais você se mexer e mantiver um estilo de vida saudável e ativo, maior será o seu metabolismo.”

Ou seja, se você quer promover um estímulo na queima de gordura, segundo a profissional é necessário trabalhar três aspectos fundamentais:

1. Alimentação

Além de evitar um corte extensivo das calorias que você consome diariamente, faça alterações em sua dieta de maneira a reduzir o consumo de carboidratos refinados e gorduras saturadas. Ao mesmo tempo eleve a ingestão de vegetais, proteínas magras, grãos e cereais integrais e gorduras saudáveis (azeite, óleo de coco, peixes de água fria). Você também pode incluir na sua dieta alimentos que aceleram o metabolismo, como o chá verde, gengibre, pimenta, arroz integral, ovos, salmão e abacate.”- explica a nutricionista.

Se você sente que não tem tempo para consumir os alimentos da forma saudável como seu corpo necessita, pode optar pelas opções práticas que a Congelados da Sônia oferece para você. Acesse o nosso site e conheça os Kits Almoço.

2. Atividade física

Este é um ponto que é muito importante, mas que só funciona bem se você cumprir o primeiro passo. De nada adianta se matar na academia se você ingerir lanchinhos em horários inadequados depois do treino. Nesse sentido o conselho da Patrícia é para: “[...] queimar mais calorias com a inclusão de exercícios aeróbicos e de força na sua rotina. As atividades cardio- como a corrida- são a maneira mais eficiente de queimar calorias, já que chegam a eliminar mais de 300 calorias por sessão de 40 minutos. Já os exercícios com peso ajudam a aumentar o porcentual de massa magra, e nós já sabemos que os músculos aceleram o metabolismo. Para obter melhores resultados é essencial que você se exercite pelo menos 3-4 vezes por semana, em sessões diárias de 30-60 minutos.

3. Sono

Se você já precisou passar uma noite sem dormir, provavelmente já notou que no dia seguinte o apetite aumenta muito. Já se perguntou o por que? A nutricionista esclarece porque isso ocorre: Uma noite mal dormida não causa apenas olheiras: se você não tem um sono reparador, o sistema de controle do apetite entra em parafuso e você pode passar a sentir mais fome e vontade de comer doces e massas. O consumo excessivo de alimentos como carboidratos refinados pode causar alterações no metabolismo da insulina, o que por sua vez desacelera o metabolismo e facilita o ganho de peso. Pesquisadores do Integrative Cardiac Health Project nos Estados Unidos descobriram uma relação direta entre o IMC e a qualidade e duração do sono. Participantes do estudo que dormiam pouco apresentaram um IMC médio de 28,3 kg/m2, ao passo que aqueles com uma noite de sono mais longa apresentaram um IMC de 24,5 kg/m2. Poucas horas sob os lençóis também levam a uma maior liberação de grelina, o hormônio que estimula o apetite.Ou seja: além de cuidar da dieta e praticar exercícios, manter bons hábitos de sono é fundamental para facilitar a perda de peso.

 

Gostou das dicas? Curta e compartilhe esse artigo!

compartilhe essa postagem em suas redes sociais!

Postagens relacionadas

Esclarecimento sobre o uso de glutamato monossódico em nossas refeições

 Receber o feedback de quem compra um produto, ou utiliza um serviço, é muito importante para o crescimento e consolidaç&ati

Leia mais

Prato equilibrado: o que é, quais nutrientes não podem faltar e como montar o seu

Aceitei o desafio de escrever esta matéria especial para o blog da Congelados da Sônia, falando sobre como montar um prato equilibrado.

Leia mais

Conheça o queijo de cabra!

Alimento antigo, usado e consumido desde a época dos Faraós, o leite de cabra tem características nutricionais muito peculiares.

Leia mais

faça parte da nossa comunidade

NÃO PERCA NENHUMA NOVIDADE

ENCONTRE-NOS POR AQUI TAMBÉM!

Rua São Luis Gonzaga, 2063, Benfica

Rio de Janeiro - CEP 20910-063


TELEVENDAS

RJ (21) 3461-9779 / 3878-8838

SP (11) 4007-2196

(21) 9 9996 6578

2ª A 6ª - 9:00 ÀS 17:00