logoblog

Como controlar a vontade de comer doces

Se você se considera uma pessoa que adora um docinho, mas gostaria de controlar o consumo deles, então leia esta matéria, foi escrita especialmente para você!
Quem é que não gosta de uma sobremesa ou um docinho para adoçar o dia? Gostar de doces e sobremesas está tudo bem, o que se torna problemático é quando a ingestão desse tipo de alimento se torna excessiva, o que pode ter diversos fatores que causam essa vontade de comer doces a todo o momento.

Aqui vão algumas dicas para ajudá-lo nesses momentos:

  • Não tenha guloseimas de forma acessível em casa, não compre, assim você não irá se expor à tentação mais facilmente;
  • Você sabia que muitas vontades são desencadeadas por deficiência nutricional? O magnésio, por exemplo, é um deles. Então, capriche nas oleaginosas, sementes de girassol, lentilha, grão-de-bico, fontes desse nutriente importante para dar um stop na vontade de comer os docinhos;
  • Fique atento à sua alimentação diária: será que você está ingerindo a quantidade certa de proteínas? Uma alimentação pobre desse macronutriente faz com que aumente a sensação de fome e, por consequência, a vontade de beliscar um docinho;
  • O consumo adequado de fibras também pode ser utilizado para diminuir o consumo exagerado de doces. As frutas podem ajudar, pois além do seu sabor mais adocicado, possuem grandes quantidades de fibras, que auxiliam na saciedade e no controle da fome. Você pode consumi-las como sobremesa ou elas podem fazer parte dos seus lanches intermediários do dia, em forma de vitaminas ou com iogurte;
  • A prática regular de exercícios físicos também estimula a liberação de hormônios, como a endorfina, por exemplo, uma das responsáveis pela sensação de bem-estar e prazer;
  • No momento que você sentir o desejo de comer doce, tente identificar se é fome ou apenas vontade de comer algum alimento específico. Consegue diferenciar a vontade de comer da fome? Bom, vamos lá: a fome é uma necessidade fisiológica, é um sinal que seu organismo manda dizendo que precisa de alimento para se manter estável, quanto maior for a fome, mais sinais serão enviados, como, por exemplo, dores de cabeça, a barriga começa a “roncar”, os pensamentos ficam mais lentos, às vezes pode acontecer desmaios também. Já a vontade de comer, geralmente é um reflexo a partir de algum momento de ansiedade ou estresse, é um estímulo muito mais psicológico;
  • Procure dormir bem, se o seu sono está desregulado, provavelmente você não irá produzir os hormônios que regulam o humor e a saciedade de forma adequada.

Agora, se o docinho falar mais alto…

Escolha um doce feito com castanhas que contêm gorduras boas e frutas (por causa das fibras, lembra?), as fibras também ajudam a diminuir a velocidade com que o açúcar será absorvido pelo organismo.

Outra opção bem legal são os chocolates que possuem teor de cacau acima de 70%, ele é fonte de um aminoácido chamado triptofano, responsável pela produção de serotonina, neurotransmissor que promove o bem-estar. Essa versão do chocolate possui menor quantidade de açúcar, além de ser fonte de antioxidantes.

Gostaram das dicas? Então fique atento ao nosso blog para mais dicas de alimentação, emagrecimento e como manter a forma com muita saúde!

Dra Jaqueline Lima
Nutricionista especializada em nutrição clínica e fitoterapia
Instagram: @jaquelinelima.nutri

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta