Como comprar comida congelada saudável?

Quando pensamos em comida congelada associamos imediatamente a uma refeição rica em sódio, gordura e aditivos químicos, não é mesmo? Porém, é fundamental escolher de forma consciente e entender o que tem por trás desse alimento.

Uma refeição congelada pode ser, além de prática, saudável. Agora, como escolher? No que devemos estar atentos? Confira os pontos mais importantes que devem ser considerados:

1 – Rótulo

O rótulo dos alimentos é um sistema obrigatório que nos permite obter informações nutricionais de um produto processado ou minimamente processado, já que nos informa a respeito dos seus ingredientes e em quais quantidades estes são empregados em sua preparação.

Estar atento ao rótulo dos alimentos é de suma importância ao decidir pelo consumo ou não daquele produto. Dentre diversas informações que devem conter em um rótulo, devemos observar principalmente a lista de ingredientes, prazo de validade e informação nutricional.

  • Lista de ingredientes

É a listagem com o nome de todos os ingredientes que compõem o produto. A lista deve apresentá-los em ordem decrescente, com aquele de maior quantidade em primeiro lugar e o de menor quantidade por último.

Nesta lista também é possível encontrar diversos aditivos químicos, tais como: corantes artificiais, tartrazina, índigo carmim, entre outros, ou de origem natural, como páprica, cúrcuma ou pó de beterraba, por exemplo.

Os edulcorantes são substâncias utilizadas para substituir o açúcar e podem ser artificiais, como acessulfame K, aspartame, sacarina, sorbitol e sucralose, ou naturais, como estévia e xilitol.

Já os conservantes são substâncias adicionadas aos alimentos para minimizar a deterioração causada pela presença de diferentes micro-organismos e podem aparecer nomeados de nitritos, nitratos ou benzoato de sódio.

Contudo, estudos apontam que estes ingredientes podem estar diretamente associados a diversos tipos de afecções, desde hiperatividade em crianças e até mesmo câncer, além de estarem correlacionados com o aumento de fatores pró-inflamatórios.

  • Prazo de validade

É importante observar o período em que o alimento está próprio para o consumo e a data exata em que esse prazo se encerra.

Além disso, quando o alimento depender de condições especiais para ser conservado dentro do prazo de validade, essa informação deve estar presente no rótulo.

  • Informação nutricional

Trata-se de uma tabela nutricional que apresenta detalhadamente a composição dos ingredientes que estão, em parte ou em um todo, contidos na embalagem do alimento.

2 – Embalagem

Ao observar a embalagem de uma refeição congelada é importante que as características nutricionais do produto se mantenham preservadas até o instante do consumo, sendo fundamental a manutenção da temperatura.

Ademais, é de suma importância que haja resistência contra impactos e rasgos, além de ser impermeável, visto que a embalagem fica exposta à umidade.

O fato do recipiente ser flexível também é um fator a ser levado em conta, visando a maior facilidade em seu armazenamento.

Uma outra questão a ser citada é o método de descongelamento e se a embalagem pode ser levada ao micro-ondas, ao forno ou está apta às duas formas de aquecimento.

Dessa forma, é possível optar por uma refeição congelada saudável e segura para o consumo da sua família, sendo uma opção prática, podendo variar o cardápio e não sair do planejamento dietético.

 

Nutricionista Gisella Meireles

Nutricionista Gisella Meireles

Nutricionista, mestranda em ciências da nutrição pela Universidade Federal Fluminense, pós graduanda em obesidade e cirurgia bariátrica pelo Centro Integrado de Nutrição, nutricionista clínica do Hospital e Maternidade São Francisco e nutricionista clínica ambulatorial.

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta