Como a alimentação influencia a saúde mental?

Falar de alimentos que ajudam no desfecho “x” é sempre um desafio. E em saúde mental não é diferente.

Muito se fala do que excluir. Por exemplo, se você tem transtorno de ansiedade, o consumo elevado de alimentos estimulantes, como café, chocolate, bebidas energéticas, refrigerantes à base de cola e chás ricos em cafeína (chá preto e chá verde), podem piorar o quadro.

Nem preciso mencionar os produtos ultraprocessados ricos em glutamato monossódico e outros aditivos nada interessantes, né?

Mas eu queria mesmo era falar do que incluir na alimentação para ajudar a saúde mental.

Pense em um cenário onde o João tem transtorno de ansiedade.

Imagine que no dia a dia ele come um pão com manteiga no café da manhã, almoça um prato de arroz, um frango empanado e batata frita acompanhando de uma Coca-Cola e, depois de muitos cafés durante a tarde, janta um sanduíche de mortadela.

Concordam que, no caso do João, apenas excluir os alimentos estimulantes (café e Coca-Cola) não é suficiente para promover uma alimentação adequada?

É por isso que eu gosto mesmo é de incluir! Hoje em dia a saúde do intestino está muito associada à saúde mental. Ele é conhecido como o nosso segundo cérebro!

Peixes ricos em ômega três (salmão, sardinha, atum), frutas, legumes, oleaginosas (castanhas de todos os tipos), iogurtes naturais (ricos em bactérias boas para o nosso intestino) e sementes são alimentos que possuem vitaminas e compostos bioativos que estão relacionados à melhora da saúde do intestino e portanto, contribuem para a saúde mental também.

Exclua o que puder atrapalhar, mas vá além… INCLUA mais alimentos de verdade na sua rotina!

Ronimara Santos

Dra. Ronimara Santos
Professora substituta de Nutrição e Dietética UERJ
Cientista e doutoranda em Alimentação, Nutrição e Saúde (UERJ)
Mestre em Nutrição (UERJ)
Nutricionista pela UNIRIO
Atendimentos:
Tijuca – R. Eng. Enaldo Cravo Peixoto, 105/608.
Icaraí – R. Miguel de Frias, 206/401.
Tel: (21) 97681-9313 / Facebook: Ronimara Santos Nutrição Clínica / Instagram: @roni_nutri

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta