Benefícios de consumir peixes na alimentação

De água doce ou salgada, os variados tipos de peixes estão sempre presentes como uma opção no cardápio nacional. Assados, grelhados, cozidos, em bolinhos, muffins, tortas, entre outras preparações, os peixes são opções de carnes magras, com baixas calorias e de leve digestibilidade. E o que é ainda melhor, fazem muito bem à saúde, pois são ricos em nutrientes como proteínas, vitaminas e minerais.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a recomendação ideal para o consumo de peixes é de pelo menos duas vezes por semana como parte de uma alimentação saudável.

Os peixes como o salmão, a sardinha, a cavalinha, o arenque e a truta, por exemplo, contêm os ácidos graxos ômega 3, ou seja, um tipo de gordura boa necessária para que o corpo consiga realizar diversas funções.

Como o ômega 3 não é produzido pelo organismo, devemos consumi-lo por meio da dieta. Em alguns casos, também pode ser recomendado por um nutricionista a suplementação dessa gordura boa.

O ômega 3 é fundamental à saúde, pois apresenta propriedades anti-inflamatórias, antioxidantes, cicatrizantes, neuroprotetoras, cardioprotetoras e hepatoprotetoras.

Sua ingestão habitual tem sido positivamente associada com a prevenção e suporte no tratamento de doenças, como:

  • Doenças cardíacas;
  • Obesidade;
  • Artrite reumatoide;
  • Osteoporose;
  • Depressão;
  • Câncer;
  • Doenças autoimunes;
  • Inflamações em geral;
  • Melhora cognitiva e de memória (redução de risco de doenças neurodegenerativas);
  • Melhora da circulação sanguínea;
  • Bom funcionamento do coração;
  • Controle dos níveis de colesterol;
  • Entre muitos outros benefícios.

Vale ressaltar que todos esses benefícios de consumir peixes na alimentação são obtidos em conjunto com um padrão alimentar personalizado e equilibrado.

Com a chegada do mês de abril e a comemoração da Páscoa, o bacalhau torna-se um peixe muito procurado nessa época para preparações clássicas e tradicionais que não podem faltar na mesa de muitos brasileiros.

Seja assado com azeite extravirgem e batata ou inserido em uma receita, como o bacalhau espiritual, é preciso acertar o preparo para que o peixe fique saboroso, macio e no ponto certo do sal.

Para não errar na hora de dessalgar o bacalhau, confira as dicas a seguir:

1. Retire o excesso de sal do peixe na torneira em água corrente;
2. Coloque o bacalhau de molho em uma vasilha com água filtrada;
3. Troque a água com o intervalo de 6 em 6 horas, deixando de 24 a 42 horas de molho dentro da geladeira.

Esse processo é muito importante para garantir que o excesso de sal esteja sendo retirado de fato, evitando que a sua receita não saia como o planejado.

Porém, se você é do time de pessoas que busca maior praticidade e prefere não se aventurar na cozinha, uma excelente opção é encomendar o seu Almoço de Páscoa já pronto para o consumo.

Perfeito, não é mesmo? Aqui na Congelados da Sônia você encontra um cardápio completo com preparações de peixes super saborosos e saudáveis para deixar a sua Páscoa ainda mais feliz e especial.

Desejo que a sua Páscoa seja um momento de confraternização, paz, celebração e união junto com as pessoas que você ama!

Nutricionista Beatriz Moreira
Atendimento focado em emagrecimento e hipertrofia muscular
WhatsApp para agendamentos: (21) 97089-4553
Instagram: @biamoreiranutri
Site: www.nutribiamoreira.com

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta