logoblog

As fases dos cabelos

Os cabelos mudam de textura, volume e aparência várias vezes durante toda a vida. E não é só por causa de cortes, escovas ou tinturas: os hormônios são também responsáveis pelas modoficações. Quando os cabelos estão rebeldes, ressecados, desidratados, armados e difíceis de pentear, podem estar sofrendo com o estresse.  A terapeuta capilar Sheila Bellotti explica que os cabelos padecem muito com o estresse devido ao aumento do hormônio cortisol, que deixa o couro cabeludo mais oleoso, com dermatite seborréica e pode passar a causar queda.  Já os hormônios agem em diversas fases e provocam reações distintas em cada uma delas.  Na infância os cabelos são mais finos, brilhantes e saudáveis, mas no período da adolescência as influências hormonais mudam a textura e o aspecto dos fios, que normalmente tornam-se mais volumosos, com ondulações e às vezes até rebeldes.  Porém, na fase adulta, costumam ficar com menos volume e voltam a ser mais finos. Na época da menopausa e andropausa, os cabelos ficam mais finos ainda e diminuem de volume. Já na gravidez, também devido à ação hormonal, os cabelos se alteram, mas geralmente ficam mais bonitos.   Após aproximadamente 4 meses do parto eles sofrem com a queda, causado pelo  estresse emocional, porque estimula a glândula supra-renal a formar o hormônio masculino que age no couro cabeludo e faz os cabelos caírem.

O clima também exerce um forte desempenho nos cabelos. Nos dias mais úmidos os fios tendem a ficar mais hidratados, mais maleáveis e saudáveis. Já nos dias secos, eles retem menor quantidade de água e, por isso fica com o aspecto ‘arrepiado’. Em geral, torna-se mais oleoso, porque o couro cabeludo secreta mais sebo para tentar compensar a falta de água.  “No entanto, em qualquer tipo de alteração no couro cabeludo (como oleosidade e caspa) ou mesmo nos fios (maior ressecamento ou queda), o ideal é buscar um especialista para diagnosticar as reais causas do problema”, aconselha Sheila Bellotti.

Cuide dos fios

O sol e o vento, o cloro das piscinas, as tinturas e os alisamentos, o secador e a chapinha também podem deixar os fios com cara de mal-tratados. Saiba que os cosméticos podem ajudar a reavivar as madeixas e melhorar a qualidade dos cabelos. Lembre-se de que eles apenas não podem tratar a queda, já que é uma causa interna, hormonal.

Existem infinitos ingredientes que podem estar presentes nos xampus. O mais importante é obedecer ao tipo de cabelo – oleoso, normal e seco – na hora de escolher. Os indicados para cabelos oleosos geralmente possuem substâncias que são capazes de absorver a oleosidade do couro cabeludo, sem ressecar os fios. Os xampus para os cabelos secos possuem substâncias hidratantes e, para os normais, que são mais equilibrados, podem conter um pouco de cada tipo de ingrediente.  A especialista indica produtos tenso-ativos suaves, que respeitem a integridade dos fios, e com vitaminas B5, que aumentam a resistência do cabelo, além de ativos hidratantes como os alfahidroxiacidos.  O uso freqüente de produtos finalizadores de penteado do tipo leave-in, como cremes de pentear, mousses, géis e pomadas, podem deixar resíduos nos fios que não são totalmente removidos com o uso dos xampus comuns. Para isso, o mercado já oferece xampus anti-resíduos. A terapeuta capilar atenta ainda que é recomendado usar o xampu de limpeza profunda, em geral, apenas a cada quinze dias.

Centro Capilar Sheila Bellotti

Avenida das Américas, 4200 – Setor A, Sala 313 (Cobertura)

Barra da Tijuca – Rio de janeiro (RJ)

Tels. (21) 3150-2842 / 3150–2711

www.sheilabellotti.com.br

Postagens Relacionadas

2 Respostas

  1. Miriam
    | Responder

    Nossa, realmente os cabelos são complexos e tem fases, assim como nós, claro…ótima informação, deixará minha filha adolescente mais calma…pois realmente os cabelos dela estão como a maioria dos adolescentes…rebeldesss…. abraços…

    • Congelados da Sônia
      | Responder

      Miriam, ficamos felizes em ter ajudado. Conte sempre conosco!

Deixe uma resposta