A alimentação familiar

A alimentação rica em sal e gordura associada a falta de exercícios físicos tem estimulado o aparecimento de doenças incomuns em crianças e adolescentes. As principais enfermidades provocadas pela vida moderna são a obesidade, hipertensão e diabetes.

Segundo os pesquisadores, o número de crianças obesas no mundo é duas vezes maior que o de desnutridas. São 350 milhões acima do peso ou obesas, ou seja, 10% da população mundial de crianças. No Brasil, uma pesquisa desenvolvida para dissertação de mestrado pela Dra. Isabella Vasconcellos de Oliveira, da Universidade de Brasília (UNB), mostra que houve um aumento de 255% de casos de obesidade mórbida no país nas últimas três décadas.

Os números apontam para uma crise global, proporcionada principalmente pela cultura do fast food e o sedentarismo que precisam ser combatidos. Uma saída possível para o problema é que os pais prestem mais atenção aos hábitos alimentares dos filhos. A deficiência escolar em orientar adequadamente os alunos também tem parcela no problema.

Além do consumo de gordura, a alta ingestão de açúcar e alimentos refinados, bem como a baixa ingestão de fibras e carboidratos complexos, também contribuem para a chamada “transição nutricional”. Realmente está havendo uma diminuição progressiva da desnutrição e aumento do sobrepeso e obesidade entre crianças e adultos.

Os hábitos alimentares da família refletem diretamente na saúde dos mais jovens. Por isso, é importante uma reeducação de todos para colocar na mesa o que é mais saudável para todos.

Confira nossos pratos saudáveis e práticos e garanta uma alimentação mais saudável para toda sua família.

Fonte: obeso.org

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta