12 dicas para seu arraiá sem exageros.

O que passa pela sua cabeça quando você pensa em festa julina? Quadrilha, fogueira, casamento caipira e comidas típicas!

As comidas típicas estão sempre presentes nos arraiás e são parte fundamental dessas festas. Fica até difícil resistir à grande variedade de opções saborosas. Tão difícil que, às vezes, acabamos exagerando na comilança.

Mas é possível buscar um equilíbrio para aproveitar muitas destas delícias, sem exageros. Descubra como com as dicas a seguir:

  • Para manter a dieta durante o arraiá, busque evitar alimentos ultra processados, como embutidos (salsicha e presuntos), refrigerantes e bolos industrializados;
  • Ao preparar os quitutes para o arraiá, tenha moderação com o açúcar, a gordura e o sal;
  • Quando preparados de forma saudável, estes alimentos podem ser benéficos para o nosso organismo. No entanto, para não correr o risco de extrapolar nas calorias, a recomendações da nutri é comer sem exageros;
  • Dê sempre preferência aos alimentos in natura, como milho, coco e mandioca. Inclusive, alguns alimentos bastantes usados no preparo das comidas típicas desta época do ano, como milho, pinhão, amendoim e batata-doce, são saudáveis e ricos em nutrientes;
  • Para escapar dos embutidos, troque a salsicha do cachorro-quente por carne desfiada, de preferência use o pão integral;
  • No preparo da canjica, evite o leite condensado e diminua a quantidade de açúcar. Para realçar o sabor, utilize canela;
  • Prefira sempre a pipoca de panela e não a de micro-ondas. No momento da preparação, reduza a quantidade de óleo a ser utilizado e sal;
  • Uma boa opção de substituição para preparar o pé de moleque é trocar o leite condensado por açúcar mascavo;
  • Já na galinhada e no arroz carreteiro, substitua os temperos prontos industrializados por temperos naturais, como alho, cebola, cebolinha, pimentão e coentro;
  • Escolha cortes de carnes mais magros para o churrasquinho, outra opção é tirar o excesso de gordura da carne antes de levá-la para assar;
  • Equilíbrio com a bebida alcoólica;
  • Coma devagar e sem pressa, saboreando bem os alimentos. Assim, seu corpo emitirá sinais claros quando estiver saciado. Apesar das comidas serem uma parte importante do arraiá, você pode buscar outras formas de diversão, como organizar brincadeiras e quadrilhas.

As festas caipiras são momentos de valorização da nossa identidade cultural e de diversão entre famílias e amigos. E seja qual for a ocasião, a alimentação deve ser um processo que gere satisfação, pois comer com culpa pode levar a um desejo ainda maior pela comida.

É válido lembrar que não serão as comidas do arraiá as responsáveis por seu ganho de peso ou diminuição da sua saúde. Uma alimentação saudável e equilibrada é um hábito, e como todo hábito, requer continuidade.

Também saiba que é perfeitamente normal comer mais em momentos festivos, caso você sinta que exagerou, não tente compensar fazendo dietas restritivas sem o devido acompanhamento do profissional.

Segundo a nutricionista Raquel Marques, a dica é manter as refeições equilibradas no dia a dia e deixar para comer os alimentos mais calóricos e com equilíbrio somente na hora das festas.

Antes de sair de casa, o ideal é fazer uma refeição dentro do seu plano alimentar. Assim, a fome ficará mais controlada.

Na rua ou na casa de amigos e familiares, em vez de comer uma porção de cada doce ou salgado, monte um prato com um pouco de cada alimento, mas tente não repetir.

Se mesmo assim não resistir às tentações, não se sinta culpado nem desista do controle. No dia seguinte, volte ao seu plano alimentar que sua nutricionista orientou.

Raquel Marques
Nutricionista, pós-graduada em Nutrição Clínica. Coach de emagrecimento, terapeuta floral/ fitoterápico.
@nutriraquelmarques
Telefone: (21) 96489-6393
E-mail: [email protected]

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta